Saturday, February 19, 2005

Concêntricos

Menina, eu odeio acrósticos
E nomes
E tudo aquilo que personalize
O que deve apenas partir do pessoal
E, ainda assim, te amo...

E, no entanto,
Apesar de tanto te amar,
Meu amor por ti não importa
Mais que o amor simplesmente
E nem o teu olhar,
Que tanto me cativa,
É importante em si
Senão pelo que revela
Do gênero humano

E tu és apenas o centro de ti
E eu, apenas o centro de mim
E quanto a escrever poemas
Mais valem os múltiplos olhares
Que possas me emprestar

12 comments:

Anonymous said...

Que saudade eu estava de ler vc.... Ricardo.
Acho que estes poemas de amor são o que tenho neste momento de solidão.
bjos querido, de sua amiga, Liliane

lady_bug_falling_star said...

Lindo....os dois são concêcêntricos,egocêntricos,egoístas de uma certa forma, mas ele se utiliza dela para inspiração pros poemas,dos olhares dela.
O poema está lindíssimo,como sempre.Continue "cometendo" os seus poemas.Garanto que preso por eles vc não será, no máximo, louvado sempre por essa kbecinha de ouro.
Beijos e abraços

Leila said...

Os teus versos me lembraram o Cântico VII da eterna Cecília : "Ama como se fosses outro"...
Como é que se faz isso, quero aprender...
Beijo, Ricardo.

Neysi said...

É...O nosso amor é sempre o amor através de nós e só em contato com nosso centro é que podemos perceber os olhares múltiplos. Beijos

Immortal X said...

OlÁ!
Parece que não à primeira vista... mas esse texto é muito profundo!
Bjão

m* said...

Sempre lindo!
Sempre bom te ler...

Fico em silêncio, lendo e relendo... admirando seu jeito de combinar palavras e fazer poesia.

Um beijo,
Margarida

Anonymous said...

Adorei esse post
bjao

Anonymous said...

xii, comentei mas esqueci de me identificar..kkk
Adorei esse post...
bjao
Be

http://anjinha.betiza.zip.net

Mylle said...

um belo casal de narcisistas! hahahaha

Immortal X said...

Olá!
Sou eu de novo!
Passei pra ver se tinha algo novo...=(
em todo caso uma boa sexta e ótimo fim de semana pra vc!
bjão

virna said...

gostei de conhecer seus poemas, ricardo. a neysi tabém tinha falado de você.
um abraço,
virna

Anonymous said...

Que inspiradores estes múltiplos olhares. Gostei muito, Ricardo. Desculpa pela ausência, viajei, mas senti muita falta deste teu versejar. Um belo final de semana e beijo.
Anne