Saturday, January 06, 2007

A 4 Mãos

(Humano, Demasiadamente Humano)


Nada estava escrito
No M de nossas palmas
E ainda assim o pudemos ler

Não havia quaisquer sinais
E os plantamos
Em cada esquina

E nas estrelas só se via
O brilho projetado
Emprestado do nosso olhar

Nossa linda, linda história
O destino não a escreveu
Mas por querer o fizemos você e eu

1 comment:

Permanente said...

Caramba! Tem um monte de poesias que eu ainda não tinha lido. Você tem razão, tem muito tempo mesmo que não venho te visitar. Hoje vou descontar o tempo perdido. :)
Beijinhos carinhosos.
Elida Kronig / ADILE*RJ