Saturday, January 27, 2007

EPPUR SI MUOVE

Não sei o que esse meu coração tem
Que não consegue se aquietar

Alma de artista sem talento
Palma de velas e tormentas

Eu vivo como quem morre
Eu morro como quem nasce

1 comment:

Bianca said...

E eu te leio como quem renasce a cada verso.

mais beijos!