Saturday, August 13, 2005

Não Nos Julgue Tão Severamente...

Somos filhos de Guernica e Hiroshima,
Somos filhos de Inês de Castro,
Somos filhos de Romeu e Julieta
E dos crimes passionais...

Somos filhos de Hitler, Reagan e Krushov,
Somos filhos da Santa Inquisição,
Somos filhos de Hendrix, Joplin e Lennon
E da falta de amor...

Somos filhos das esquizofrenias, neuroses e paranóias,
Somos filhos da Censura Federal,
Somos filhos dos pais separados
E dos golpes militares...

Somos teus filhos: Deus Pai Celeste!
Planeta Terra, Século XX, Casa do Sol Nascente.

(Este é um poema antigo, do século passado, como se vê. Mas, estranhamente, ainda o acho atual.)

14 comments:

Shirley Carreira said...

Atualíssimo, querido.
O tempo passa, mas o ser humano é sempre o mesmo.
Beijocas,

diniz said...

Bacana , "roteiros de viagem " como diria heloisa buarque de holanda . Fragmentos contraculturais

Sandra said...

Expressivas lembranças... Crimes, golpes e falta de amor seriam nossa herança paterna... somos filhos do caos! Beijos!

Eliane Alcântara. said...

Ricardo, fiquei pensando nas obras de Fernando Pessoa. O bom Poeta é sempre atual! Amo ler você, Poeta! Beijo!

Gildemar Pontes said...

Olá, Ricardo, venho vôo-cego, despenado e parei pra descansar. Belo pouso. O poema é atual e descritivo do homem contemporâneo. Gostei lá de baixo: Comporte-se, menino e Poema confissão... Bem realizados. Abraço.

meire elen said...

O tempo passa e o ser humano,faz tudo igual.

Anonymous said...

Oiee
Uma otima semana pra vc
bjao

Be

Anonymous said...

As palavras bateram asas de mim, como pássaros selvagens. E, sentindo-me vazia, ausentei-me dos lugares que me são caros. Devagar, vou tentando atrair as palavras para dentro de mim. Serenamente, elas parecem querer voltar...
Meu beijo de carinho.

Míriam Monteiro - http://migram.blog.uol.com.br

Maria Borges said...

O poema será atual por muito tempo ainda, infelizmente... E me faz pensar mais na herança que deixarei do que na que recebi... Beijo, poeta.

Bob said...

Fala Big Big!
Puxa,esse eu conheço de longa data,hein?
Passa lá no Sem Sentido que tem novidades...

Saudades de todos aí!

Abração!

Anonymous said...

Passou tempo sobre a data mas continua actual (infelizmente)
Gostei.....bastante mesmo! Óptimo dia...Um abraço da DoceRebelde

Anonymous said...

Actualissímo....e interessante. Parabéns! Bjks da Intemporal

xdfb08ctrt said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Anonymous said...

A gente não é, mas os problemas são perenes, os erros, as faltas, a angústia. Gostei, Ricardo. Adelaide
www.meublog.net/adelaideamorim