Wednesday, August 08, 2007

gente
é de gente que eu gosto
e que eu preciso
pra poder viver
gente que retribui sorriso
instintivamente
mostrando que de perto
quase ninguém é boçal
nem os arrogantes
nem os crudelissimamente violentos
dados o tempo e o espaço corretos
conseguem suprimir sua humanidade
de gente
gente que cria e recria o mundo
a cada dia
gente de quem em última análise
toda realidade depende
gente piegas como eu
ou esperta como você
gente boa e gente má
não
gente
apenas
gente

6 comments:

Cristina said...

Já estava com saudades de seus poemas. Linda poesia, quisera eu ser gente assim!!!

Bianca said...

Por alguma razão meus comentários não estão entrando aqui. Pensei que eu ia ser a primeira a comentar seu novo poema :-( mas tudo bem, vou tentar de novo.

Amei essa gente toda! Sobretudo a parte de retribuir sorrisos e criar e recriar o mundo a cada dia. Espero que Toda essa gente continue te enchendo de energia e de inspiração, para que nós tenhamos sempre nossas almas acariciadas pela magia da sua poesia.

muitos beijos!

Anonymous said...

Gostei muito. Aliás é difícil não gostar de tudo que vc faz. Eu me vejo em cada palavra, em cada poema que vc escreve. É como se soubesse o que cada um de nós sente...
Ana

Soraia said...

Oba...adoro vir aqui e ver gente como você produzindo coisas novas...

Também adoro este tipo de gente...pensar na palavra gente é tão amplo,acho que no fundo ela nem sempre tem muita sentido,mas pode ter inúmeros significados...pode conter multidões,ou simplesmente pode ficar tudo na superfície das palavras!

Adorei este poema Ricardo...tenha uma linda semana!

Beijos

Lu Morena said...

Eu,sou gente que adora ler
o que escreve gente como você!
Muito bom, sempre, né!
Bjins

Fernanda said...

Infeliz é aquele que acha que pode viver sozinho.Precisamos de gente!

Perfeito!

Beijos!