Saturday, March 19, 2005

Muros & Pontes

Muros e pontes criamos
Enquantos esperamos

Muros e pontes grafamos
Enquanto passamos

Muros e pontes...
Estranhas construções!

Estranho que só possa pensá-las
Como lados da mesma moeda
Como partes da mesma espera

Muros e pontes vivemos
Enquanto o dia não vem

13 comments:

sandra said...

É ótimo saber que há pontes... que podemos atravessá-las!!! E é duro admitir que às vezes somos muros intransponíveis... Fico aqui refletindo... Beijos

Fabiano Morais said...

boas metáforas. e pensar que a coisa é intercambiável: destruímos os muros e usamos os tijolos para construir as pontes, daí implodimos as pontes para construirmos com os mesmos tijolos novos muros até, como você bem disse, aquele dia chegar. como toda a (boa)literatura seus poemas são sobre as verdades amorfas: amor e morte.

Neysi said...

O que une e o que separa, o que limita e o que expande..."solve et coagula" e assim vamos realizando nossa obra.
Beijo

Anonymous said...

Muros que protegem e isolam...

Acho que consegui, finalmente, depois de mil tentativas e erros... que dificuldade.
Tive que fazer um esforço para postar já que você escreve lindamente.
Bjs
Suelen

Anonymous said...

Muros que protegem e isolam...

Acho que consegui, finalmente, depois de mil tentativas e erros... que dificuldade.
Tive que fazer um esforço para postar já que você escreve lindamente.
Bjs
Suelen

Anonymous said...

So passei pra te dar um...
0000000000000000000000000000000
000000000000000_000000000000000
00000000000000___00000000000000
0000000000000_____0000000000000
000000000000_______000000000000
00000000000_________00000000000
0_________ ********** _________0
000__________ Oiii____________000
000000 _____********______ 00000
0000000_________________0000000
000000_________0_________000000
00000_______0000000_______00000
0000_____0000000000000_____0000
000___0000000000000000000___000
00_0000000000000000000000000_00
0000000000000000000000000000000

beijos Be

http://anjinha.betiza.zip.net

luciane said...

Talvez atravessar as pontes com
o coração de menino, seja
a única maneira de diluirmos o
concreto dos muros adultos...

Leila said...

Pontes e ladeiras têm aqui muitas, vão dar num caminho longo tb.
beijo.

Immortal X said...

Muros e pontes!
ótima essa idéia e muito bem trabalhada!
Fico feliz por um dia ter derrubado o muro do meu egocentrismo e encontrdor a ponte que me trouxe até seu blog e o seu talento!
Bjos e bom feriado!

Anonymous said...

Oi Ricardo, estava com uma saudade! Prefiro as pontes, por onde passam os olhares, os sorrisos, mas às vezes temos que construir muralhas para nossa proteção. Beijos e boa páscoa. Um belo poema, belíssimo a despertar os sentidos, a refletir.
Anne

Elise said...

Você escreve lindamente, Ricardo. Pontes como metáforas é algo tocante. A ponte que une, quando desmorona, separa. Li tb os posts abaixo. Seu poema "Todas as horas" é apaixonante. Parabéns pelo talento. Um beijo.

virna said...

pontes, para atravessar os muros.
idéia interessante.
respondi no papel de rascunho a sua pergunta sobre leonilson.
virna

Liliane said...

Oi, querido, Feliz Pascoa!
bjos