Saturday, March 05, 2005

Todas as Horas

Eu te amo assim hesitante
Cauteloso
Como quem devesse um dia odiar

Eu te odeio assim hesitante
Receoso
De que um dia devesse te amar

Eu vivo assim hesitante
Temeroso
De que cada esquina esconda o final

Hesitante...
Como quem devesse viver
O amor, o ódio
E as paixões de todas as horas
Comedidamente

25 comments:

m* said...

suavemente triste...

deixo um beijo,
margarida

Leila said...

Soubéssemos nós "amar como se fôssemos outro"...
seria sim um caminho de todas as horas.
Beijo.

Liliane said...

Que saudades! Inda bem q vc n esquece de mim... e eu sempre lembro de vc...
Lindo poema, me peguei pensando que sou assim às vezes.
bjos e bom fds

Lu Morena said...

Cautelosa, recceosa, temerante e hesitante... Assim sou eu...
E reticente também!
Adorei esse poema, assim como adoro os seus comentários em meus trequinhos! Obrigada!

Lu Morena said...

Cautelosa, recceosa, temerante e hesitante... Assim sou eu...
E reticente também!
Adorei esse poema, assim como adoro os seus comentários em meus trequinhos! Obrigada!

Lu Morena said...

Cautelosa, recceosa, temerante e hesitante... Assim sou eu...
E reticente também!
Adorei esse poema, assim como adoro os seus comentários em meus trequinhos! Obrigada!

Lu Morena said...

Cautelosa, recceosa, temerante e hesitante... Assim sou eu...
E reticente também!
Adorei esse poema, assim como adoro os seus comentários em meus trequinhos! Obrigada!

Lu Morena said...

Cautelosa, recceosa, temerante e hesitante... Assim sou eu...
E reticente também!
Adorei esse poema, assim como adoro os seus comentários em meus trequinhos! Obrigada!

Lu Morena said...

Cautelosa, recceosa, temerante e hesitante... Assim sou eu...
E reticente também!
Adorei esse poema, assim como adoro os seus comentários em meus trequinhos! Obrigada!

Lu Morena said...

Ups! Desculpe pelos quinhentos mil comentários... É que aqui não tava funcionando!! Dá pra apagar e consertar? =)
Beijinhos!

Lu Morena said...

Ups! Desculpe pelos quinhentos mil comentários... É que aqui não tava funcionando!! Dá pra apagar e consertar? =)
Beijinhos!

Immortal X said...

Olá!
Há que se hesitar, mas nunca, jamais, deixar de fazer, amar..viver!
Bjão

Anonymous said...

adorei esse post...
Maravilhoso mesmo
bjao
Be

http://anjinha.betiza.zip.net

Mylle said...

e haja cautela
naquilo que se vê
e naquilo e não se revela
=)

JéSSica said...

lindas palavras.
muito bom o blog.
voltarei!

Anonymous said...

Bonito!
Cautela, reticente, no dizer, é possível que seja bom expressar tudo aos poucos, devagarinho, mas não tenho essa paciência, esse temor, o que sinto vou demonstrando. Como sufocar se tranbordo de amor? O meu coração não permite acúmulos de reservas, sou assim...rsrrsrs. Mas achei o poema lindo. Uma beijoka
Anne
Ps: se fores lá, vota no Retalhos de novo, tá terminando o prazo e estou perdendo, rsrs. Que triste! hehehe. Bjus

Neysi said...

Gostei muito...empresta?
Acabei de voltar, acho que vamos, a cidade é boa. Beijo

Neysi said...

Oi, o poema está lá, com uma foto de Lapa, mas não consegui editar o post direito, depois acerto. As outras fotos que fizemos estão no spaces. Beijo

Eliane Alcântara. said...

Ricardo, estive aqui durante alguns dias e fiquei quieta apenas com essa sua Poesia. A leveza dos versos, a transparência com que o sentir vai tomando forma, a minuciosa preparação do último verso... Enfim. Estou para dizer que essa é uma das mais belas poesias que já li. E quanto mais a leio, mais fica aquela vontade de voltar e reler. Parabéns, Poeta, por essa e outras maravilhas! Um beijo!

virna said...

ricardo,
tinha entrado na página do "poesia, linguagem e sociedade" após o seu comentário mas agora cheguei aqui.
gostei da contenção do poema, da cautela. razão e paixão.
um beijo,
virna

lady_bug_falling_star said...

Meu querido amigo Ricardo,
estou bem melhor.Suas poesias é que simlesmente parecem não poderem ficar melhores!Porque se ficassem,seriam irreais,de tão belas!
Me identifiquei completamente,porque sempre que começo um relacionamento, amo meio assim, com medo...
Beijoks nesse coração td de bom!

sandra said...

Hesitei um pouco antes de escrever.
Entre letras de amor e ódio serei comedida:
Sua poesia é simplesmente LINDA!!
Grande beijo!!

Suelen said...

Adorei, Ricardo! Estou amando suas poesias!
Um abração

Anonymous said...

Gostei muito dessa. Tentei lhe enviar um e-mail hoje cedo, mas de tanto receio, a página expirou. Sou um pouco assim... receosa, temerosa.

Beijinhos...

Ana

Anonymous said...

Ricardo, saudade.... Seus poemas são lindos e me emocionam, espero ainda fazer parte de sua vida....Beijos ( Sônia- Nações Unidas)