Saturday, April 16, 2005

A Torquato Neto

São três da madrugada
E meu coração vazio não vale, nunca valeu, nem
Nunca valerá nada

São três da madrugada, Torquato
E eu choro que nem uma boneca vagabunda,
Implorando um pouco de paz...
Um pouco de gás...

São três da madrugada
E ela nunca tomou nota
Do amor que guardei só pra ela
E que secou feito leite estragado

São três da madrugada, bicho
Eu já andei pra caralho
E tô tão cansado
Que cortaria um braço
Pra me sentir mais leve

São três da madrugada, Torquato
E eu rezo a você
Uma reza louca,
Descabelado, desgrenhado,
Babando sangue pelo canto da boca

São três da madrugada
Pobres de nós, Torquato

15 comments:

Liliane said...

oh, qtas madrugadas e nada se resolve.
bjos

Neysi said...

Muito bom

"Eu: pronome pessoal e intransferível. Viver: verbo transitório e transitivo, transável, conforme for. A prisão é um refúgio: é perigoso acostumar-se a ela"

margarida said...

leio mais de uma vez, como de costume...
batimentos cardíacos acelerados, arrepios...

você emociona.

um beijo,
margarida

sandra said...

Ricardo!!
Lindo poema!!!!!!!!
São oito da manhã e eu acordo e venho buscar um gole de poesia... e da dessa tua... até mais eu beberia... (Encontro seus versos regados de um lirismo incomum e profundo... que me dão vontade de sumir no mundo!!) Beijos

Anonymous said...

Oi Ricardo!
Vejo que não sou a única que vem buscar um refúgio em suas poesias pela manhã. Essa leitura passou a ser necessária para iniciar o dia. Aliás, o poema é realmente lindo!
Um bom dia para você!

Beijos

Ana Paula

lady_bug_falling_star said...

Fiquei comovida com seu poema.Lembrou-me de um momento triste que passei a pouco tempo,e que talvez se repita,ainda esse ano.Não sei.A vida é tão "suspensa" no ar,não é mesmo?Td é tão inesperado,por mais que vc espere.
Postei outra poesia!
E adorei a sua, as always!
Ciao!

Anonymous said...

Nuossa, este poema está bem diferente. Bom tb estar aqui, adoro -te, amigo. Beijo beijo.
Anne

Elise said...

Versatilidade ao poetar, mais um talento teu, Ricardo. Bom demais ler você, poeta. Um beijo.

Anonymous said...

Oiee
Passando aqui para desejar um otimo feriadao pra vc
bjao

Be

http://anjinha.betiza.zip.net

LUIZ ALBERTO MACHADO said...

Sempre por aqui, amigo, conferindo as novidades e curtindo seus poemas.
Abração.

Luciane Pelagio said...

Lindo e provocante !
bjs.

Anonymous said...

muito legal , uma façanha modificar a letra do torquato sem soar remendado !

Gostei da definição de oráculo

diniz said...

muito legal , uma façanha modificar a letra do torquato sem soar remendado !

Gostei da definição de oráculo

diniz said...

muito legal , uma façanha modificar a letra do torquato sem soar remendado !

Gostei da definição de oráculo

Bianca said...

São três e quinze da madrugada, e eu não consigo parar de te ler...