Saturday, September 29, 2007

Tanta Gente

Tanta gente
Diferente
Protegendo a cabeça
Projetando o coração
Tanta gente
Diferente
Tanta gente

Tanta gente
Reluzente
Tantas cores
Tantos trajes
Tanta gente
Diferente
Tanta gente

Tanta gente
Tão igual e diferente
Tão central e periférica
Tantas línguas, tantos beijos
Tanta gente
Diferente
Tanta gente

5 comments:

Bianca said...

Vou ter a honra de ser a primeira a deixar um comentário desta vez:-)
Gostei do poema, sobretudo dos versos "tão igual e diferente" e "tão central e periférica". Muito interessante também a ambiguidade em "tantas línguas, tantos beijos"...
Somos todos diferentes, e compartilhamos quase que dos mesmos anseios, desejos, vontades.
Somos todos tão iguais nos nossos medos, e temos sonhos diferentes, mas com um mesmo objetivo: a felicidade.

Adrielly said...

"Protegendo a cabeça
Projetando o coração"

Preciso proteger mais meu coração
ele se fere tanto que hoje
já tem ataduras para todos os lados
=~~

Lu Morena said...

Acho que eu sou do contra: projeto a cabeça e protejo o coração. Diferente de tanta gente e mais parecida do que consigo imaginar...

Bjins

Cristina said...

"... tantos beijos"
Adorei os beijos!

Fernanda said...

Gente central e periférica...
suas palavras me fazem sonhar...
=D

boa viagem!