Saturday, November 27, 2004

Espelhos

É uma pena que eu seja
Apenas
A maior fantasia de mim mesmo
Nesse jogo de espelhos
Em que nos escondemos
Tanto
Que já nem sabemos
Se do outro
Ou de nós mesmos

4 comments:

Neysi said...

"¡Todo es encrucijada!"


Beijo

m* said...

Poema que faz refletir...

Um beijo,
margarida

Anonymous said...

Olá, Ricardo!
Gostei muito deste poema e peço licença para postá-lo no meu blog.
Beijinhos,
Ana Paula Fidelis.

Liza Leal said...

Assino embaixo! E me lembrei de uma música q diz:


"E nós q nem sabemos qto nos queremos...
Q nem sabemos tudo q queremos.
Como é dificil o desejo de amar!
Vc q nem me soube... Qto te quis!
Q não me coube, não me viu raíz
nascendo, crescendo nos terrenos teus..."

bjo