Saturday, May 07, 2005

Mais Uma Leve Como Leve Pluma Muito Leve Leve Pousa

Essa mulher é meu delírio
Uma doença, um vírus
Que apaga minha tela
E me deixa ver

Essa mulher é meu sonho freudiano
Mãe, amante e filhinha desamparada
A encher minha mente
De perversões

E se a vida me deu
A essa mulher
Não serei eu a contestar
Os desígnios desse anjo louco,
Torto e solto
Que escreveu a minha mão

Que venha a felicidade
Eu acho que agüento.

19 comments:

margarida said...

que venha a felicidade!!!!
que os sonhos [freudianos e não freudianos] se realizem!!!!

beijo e carinho,
margarida

sandra said...

Musicalidade desde o título... dá vontade de sair assoviando esse poema!! Leveza significativa... que pousa e não ousa: aquieta-se e sonha com dias felizes! Meu beijo!!

LUIZ ALBERTO MACHADO said...

Bom demais ter retomado esta proposta do Bandeira que os Secos & Molhados fizeram magistralmente na música e não menos você fez aqui.
Parabéns, sempre aprecio seus trabalhos, são ótimos, estarei indicando nas minhas páginas.
Abração e bom final de semana
Luiz Alberto Machado
www.luizalbertomachado.com.br

Maria Borges said...

O título do poema colocou uma imagem na minha mente... O poema colocou um sorriso sonhador na minha boca... Obrigada por escrever tão lindamente...

Luciane Pelagio said...

Que poema lindo!! Acho que você merece e aguenta mais felicidade do que imagina !
Bjs.

Neysi said...

Leves ou doces..sempre bons!
Beijo

lady_bug_falling_star said...

Você é a segunda pessoa pessoa hoje que me lembra desse assunto...de sucumbir à alguma coisa.O mais maravilhoso é sucumbir a inevitável sensação que assoma no peito quando tudo parece dar mais certo do que pensamos que daria.Isso poderia ser felicidade?
Se deixe levar por isso,e que dure,dure,dure por muito tempo.
Um beijo.

Liliane said...

que declaração............eu ficaria mto feliz ouvindo isso.hehhe
bjos

Anonymous said...

Andei ausente, meio perdida nos passos, quase ausente de mim.
Tenho momentos assim, em que o silêncio fala muito mais alto.
Peço que me perdoe a ausência. Passo a passo, retomo os caminhos.
Meu beijo de carinho....

Míriam Monteiro - http://migram.blog.uol.com.br

Eliane Alcântara. said...

"E se a vida me deu
A essa mulher
Não serei eu a contestar
Os desígnios desse anjo louco,
Torto e solto
Que escreveu a minha mão"

Ricardo, a Poesia tem por objetivo nos deixar extasiados quando nos alimentamos dela, ou tem não por objetivo, mas por cumplicidade nos arrebatar. É assim que eu fico sempre que o leio. Essa estrofe está magnífica. Classificar a vida como um 'anjo louco' a escrever na palma da mão dá uma visão alucinante. Esse seu dom é a própria vida a desenhar o tempo. Parabénsss!!! Um beijo!

Elida Kronig said...

Seguuuuraaa Peeeeeão!!!...rs
Claro que aguenta! Linda essa poesia, Ricardo! Beijinhos :)

Anonymous said...

¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨) (¸.•´ (¸.•` **O I Ê ! ! ! Vim deixar um..... __________0000000____0000000___________ _______000000000000000000000000________ _____0000000000000000000000000000______ ___00__________00000000__________00____ _____00000000000______00000000000______ _______000000000000000000000000________ _________00000000000000000000__________ _____________000000000000______________

Be

http://anjinha.betiza.zip.net

mariza said...

aguenta, ainda mais assim, acompanhada de poesia.
belo.
beijo.
mariza

Leiluka said...

A vida também é assim, não? além das dúvidas uma porção de felicidade louca..
Beijo leve.

Elise said...

Há que se aceitar o que a vida dá, o que o anjo oferece. No seu caso, essa mulher, e a poesia. Ainda bem. :-) Lindíssima poesia, Ricardo. Parabéns. Beijos!

Cristiano Contreiras said...

Mulher de puro Idealismo constante em todos nós...daquelas de perdurar e revirar sonhos afins...

Anonymous said...

ácido-doce. poesia de gente grande. muito bom mesmo.

aceite um abraço fraterno

Nel Meirelles
http;//www.falapoetica.blogger.com.br

virna said...

"the greatest thing you'll ever know, it's just to love and be loved in return".

Immortal X said...

Lindíssimo, amigo!!
Muitas pessoas querem ser felizes, mas quando a felicidade vem elas não aguentam e a eliminam de suas vidas, inventando mil e uma desculpas....
Show de bola!
Bjos e bom fim de semana!